Vendas de veículos em Santa Catarina crescem 5,52% nos Primeiros Seis Meses do Ano | Fenabrave SC – Regional Fenabrave Santa Catarina

Vendas de veículos em Santa Catarina crescem 5,52% nos Primeiros Seis Meses do Ano

A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores de Santa Catarina (Fenabrave-SC), entidade que representa 560 concessionárias de veículos automotores de todo o estado dos segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões, tratores e máquinas agrícolas, motocicletas, e Implementos rodoviários, divulga o desempenho do setor automotivo no mês de junho de 2019.

De acordo com o levantamento, as vendas no acumulado de janeiro a junho deste ano foram maiores se comparadas com o mesmo período do ano anterior. A alta foi de 5,52% nos emplacamentos se computados todos os segmentos, num total de 92.036 unidades em 2019, contra 87.225 entre janeiro e junho de 2018.

Já na comparação com o mês de maio, as vendas de junho de 2019, em Santa Catarina, tiveram decréscimo de -9,19%. No total, 13.980 unidades, entre automóveis, utilitários leves, caminhões, ônibus e motos, foram emplacadas em junho de 2019.

O segmento de automóveis e comerciais leves, no acumulado do ano em comparação com o mesmo período de 2018 teve crescimento de 0,21%.

Quanto ao segmento de motos em Santa Catarina, as vendas tiveram crescimento de 13,12% neste mesmo comparativo.

Os números do Brasil também tiveram acréscimo. Foi de 13,45% na comparação entre janeira a junho 2019 e janeiro a junho de 2018, e houve decréscimo quando compararmos junho de 2019 com maio de 2019 de -11,71%.

A frota circulante em Santa Catarina soma hoje, 5.119.243 veículos, sendo que a maioria é de automóveis, em um total de 2.920.460.

Segundo Julio Schroeder, presidente da Fenabrave-SC, as vendas de junho foram menores do que as de maio em função de que tivemos 3 dias úteis a menos. “Se forem consideradas as vendas diárias, em junho tivemos a média de 747 vendas por dia e em maio 715, o que representa um aumento de 4,47%. Este dado reforça um cenário positivo”, explicou o presidente.

Existe um fator importante a ser comentado a respeito das vendas ocorridas neste semestre que é o crescimento acelerado das Vendas Diretas, quando comparado com o crescimento das vendas no Varejo. “Para termos uma ideia, no acumulado de janeiro a junho, as Vendas Diretas representaram 45,06% dos emplacamentos de automóveis e comerciais leves, contra 40,04% no mesmo período de 2018. E, enquanto o varejo cresceu 2,15% nesse período, as Vendas Diretas avançaram 23,59%”, alertou o Presidente da Fenabrave Nacional Alarico Assumpção Junior.

Desempenho por região

Na Região da Grande Florianópolis houve crescimento de 1,65% no acumulado deste ano em relação ao do ano anterior, com 18.465 unidades em 2019, contra 18.165 em 2018. Porém quando comparadas as vendas de junho em relação a maio encontramos decréscimo de -4,97%.

Na Região Norte, os números tiveram crescimento de 4,90% entre os acumulados de 2019 e 2018, num total de 16.137 unidades neste ano, contra 15.383 do ano passado. Quando comparadas vendas de junho em relação a maio encontramos decréscimo de -11,13%.

Região Oeste apresentou crescimento de 9,39% nos primeiros seis meses deste ano na comparação com igual período de 2018, sendo 14.739 veículos emplacados em 2019 contra 13.474 em 2018. Quando comparado junho em relação a maio encontramos decréscimo de -11,35%.

Região do Planalto Serrano também registrou acréscimo de 5,35% nas vendas acumuladas. Foram emplacadas 3.602 unidades em 2019 contra 3.419 no ano anterior. Quando comparado junho em relação a maio houve queda de   -14,55%

Região Sul registrou o maior acréscimo entre todas as regiões. Foi de 12,15% no acumulado deste ano em relação a 2018. Foram 12.685 unidades comercializadas em 2019 e 11.311 em 2018. Comparando junho em relação a maio, a queda foi de -17,30%.

Na Região do Vale do Itajaí foram emplacados 3,67% veículos a mais nos primeiros seis meses deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, num total de 26.408 em 2019, contra 25.473 em 2018. Quando comparadas vendas de junho em relação a maio encontramos decréscimo de -4,67%.

Discussion — No responses